Fortalecimento Vida Cristã

Livre-se do medo!

16 abril, 2018

Enquanto lê, ouça ‘save-me’ – Steffany Gretzinger (ouça aqui)

A existência, efetivamente, é um existir desafiador. E certamente, os dias de medo não são esperados, mas sim evitados, negligenciados e até ignorados. Mas tão certo como você respira agora, eles irão existir e passar por eles será inevitável.

Estes dias iniciarão com pequenas sementes de  dúvida, e será esta palavrinha o ponta pé inicial para que estes dias, que poderiam ser vencidos pela fé, sejam derrotados pela inquietação de uma alma que se entregou ao ego e a uma falsa capa de superpotência. E estes dias se tornaram ainda mais intensos, ainda mais doloridos, ainda mais perturbadores até que a nossa alma entenda que somente Ele (o Eu Sou, o nosso Pai) é capaz de nos salvar.

Mais até que isto aconteça, o medo, lentamente, irá anular a nossa fé, e nos impedirá de enxergar o trabalhar de Deus ao nosso favor, que permanece inalterável mesmo naqueles dias mais escuros. Aquela escuridão, vai nos impedindo de ver e vulneráveis, com a nossa fraca fé, nos tornamos presas fáceis, afinal, aquele que veio para roubar, matar e destruir está ao nosso derredor, pronto para não deixar nossa fé respirar e nos tornar vencidos pelo medo.

Identificar os nossos medos é necessário, mas supera-los é indispensável, antes que a autodestruição aconteça. E quando isto acontecer o agradar ao Senhor em toda forma de viver já será real.

A confiança naquele que é forte o suficiente deixará de ser novidade e se tornará um hábito.

Já não existirão dúvidas, já que nos dias de medo, Ele se torna o nosso herói, nos dias de choro, Ele se torna o nosso consolador, e para cada dia de existência seja qual for o sentimento que predomina em nosso interior Ele proverá um atributo, ao qual só Ele possui, que seja digno de fé, glória e confiança, afinal Ele é o único.

Livrar-se do medo, não significa que ele vai deixar de existir, afinal, ele sempre poderá surgir na próxima curva do labirinto que é a vida.

Hoje, o Espírito Santo quer nos conduzir a recordar que somente estaremos com o Pai por toda a eternidade, se  formos como uma criança. E, na tentativa de entender essa comparação, nenhuma outra característica se destaca tanto, como a confiança no Pai. Na presença de seu pai, pode surgir o que vier, a criança confia que estando o seu pai por perto, nenhum medo ocupará seu coração, porque o simples fato do seu pai estar ali é a certeza de que ele de tudo a protegerá. Repare que este sentimento só ocupa o devido lugar na criança se for seu pai, pois caso seja o pai de outra criança, só ouviremos choro.

Seu Pai está aí (e aqui também), pronto a nos salvar nos dias de medo. Vamos parar com o choro? o nosso Pai está pertinho, e Ele é o nosso Pai! Voltemos a respirar, nada vai nos acontecer, Ele dará ao nosso medo um alto peso de glória, e libertos nEle seremos, não amanhã, mas nestes segundos. Ele está a sua espera! Vá ao encontro dEle em oração!

Com amor em Cristo Jesus,

Participação:

Jordson Souza – Peregrino nesse mundo, esperando a volta do Rei dos reis.
Comentários

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply